segunda-feira, 17 de junho de 2013

SOBRE O SOLO


SOBRE O SOLO


Laboram sobre o solo
E vergam a esperança
E quando mais amansa
O tempo não consolo,

Vislumbro cada dolo
E sei desta aliança
A vida traz a lança
E nega qualquer colo,

Apenas tais vestígios
Do mundo onde em litígios
Bebesse a solidão,

O tempo sem ter tempo
Negando o passatempo
Meus olhos não virão...


MARCOS LOURES

Nenhum comentário: