segunda-feira, 10 de junho de 2013

SÓ SEI QUE TE AMEI

SÓ SEI QUE TE AMEI

Mergulho no passado, e teu retrato
Tomando minha mente, amarelado,
Dizendo quão feliz; enamorado,
E os sonhos num momento eu arrebato

Enquanto penso em ti, eu me maltrato,
O amor que desejei; abandonado,
Apenas o vazio, e transtornado,
Percebo quanto fui tolo ou ingrato.

As cartas que mandaste, na gaveta,
O olhar puro e sincero, adolescente,
A noite inebriante; vinhos, festas,

A vida num rompante qual cometa,
Felicidade então, se fez urgente,
As doces ilusões, mortas, funestas...

MARCOS LOURES

Nenhum comentário: